927274082529032
top of page

Faça parte da nossa lista de emails

Obrigada!

  • Foto do escritorNaiade Bianchi

Movimento e a exposição na fotografia

O movimento na fotografia encanta muitos olhares e, assim, sempre me encantou. Ele veio com o mesmo gosto de fotografar apresentações artísticas, acho que uma coisa puxou a outra.


O movimento acontece quando o tempo de exposição é longo o suficiente para captar um deslocamento e cria um efeito de borrão na imagem capturada. Esse efeito traz uma sensação de movimento na captura e também pode trazer um ar mais artístico para as fotografias.

Exemplo de fotografias que, com uma velocidade baixa, consegui captar o movimento da cena.


Ao tempo que essa técnica pode construir imagens muito interessantes, é importante usá-la de forma consciente, pois o resultado pode ser uma foto tremida. Você pode testar para entender qual a velocidade mais baixa consegue chegar sem tremer na hora do clique.


Isso acabou se tornando uma característica e um certo destaque de minhas fotos. Claro que já tremi muitas fotos, mas eu não me lembro de um momento em que o movimento não estivesse presente em parte de minhas fotografias.


O efeito oposto é quando você congela a imagem de um objeto em movimento. Para isso acontecer é necessário usar uma velocidade mais alta (tempo de exposição menor) do obturador.



Nessas fotografias eu usei uma velocidade alta para

conseguir congelar a imagem dos skatistas voando.


A exposição é controlada por três elementos que se relacionam entre si: iso, abertura do diafragma e tempo de exposição.


ISO é a sensibilidade do sensor da câmera (que imita o filme fotográfico) à luz. Ela determina a quantidade de luz que o sensor vai captar durante a exposição.


Quanto maior o ISO, mais sensível o sensor será à luz, permitindo fotografar em ambientes de baixa luminosidade. Porém, um ISO mais alto pode resultar em um aumento de ruído na imagem - o que é menos problemático do que parece no resultado final da imagem.


Já um ISO baixo capta menos luz, é usado em situação de alta luminosidade e oferece uma imagem com menos ruídos.

Abertura do diafragma controla a quantidade de luz que o sensor irá registrar. Essa abertura é medida em valores conhecidos como f (f/2.8, f/4, f/8, etc).


O diafragma é um componente das câmeras fotográficas que controla a quantidade de luz que entra na câmera através da lente. Ele é composto por um conjunto de lâminas ou pás metálicas que formam uma abertura circular ajustável.

A principal função do diafragma é regular a abertura da lente, determinando a quantidade de luz que passa através dela em direção ao sensor (ou filme) da câmera. Ao ajustar o diafragma, é possível controlar a quantidade de luz que entra na câmera, o que afeta a exposição da imagem.


Uma abertura maior (número f menor) permite a entrada de mais luz, enquanto uma abertura menor (número f maior) permite menor entrada de luz.


Além disso, a abertura do diafragma também afeta a profundidade de campo, determinando a área da imagem que estará focada. Quanto maior a abertura, menor a profundidade de campo, ou seja, uma menor área estará no foco da câmera; ao contrário, com uma abertura, a profundidade de campo é maior, logo uma área maior estará no foco da câmera.


Tempo de exposição (ou velocidade de abertura) refere-se ao tempo que em que o obturador da câmera permanece aberto para permitir a entrada de luz no sensor.


Ele é medido em frações de segundos (1/200 1/100s, 1/30, 1s). Um tempo de exposição menor congela o movimento e é adequado para capturar objetos em movimento rápido. Já um tempo de exposição maior cria o efeito de borrão.


O obturador é uma cortina localizada na frente do sensor ou filme da câmera. Ele controla o tempo de exposição, ou seja, o período de tempo em que o sensor/filme fica exposto à luz. O obturador abre e fecha rapidamente em diferentes velocidades, permitindo que a luz atinja o sensor/filme apenas durante o tempo determinado.


Esses três elementos trabalham em conjunto para controlar a exposição da imagem. A exposição é obtida quando determinada quantidade de luz atinge o sensor.



A combinação correta de ISO, abertura do diafragma e tempo de exposição depende das condições de iluminação da cena, do efeito desejado e das limitações técnicas da câmera. É importante entender como esses elementos se relacionam e experimentar diferentes configurações para obter a exposição desejada e o efeito visual pretendido na fotografia.

Posts recentes

Ver tudo

Комментарии

Оценка: 0 из 5 звезд.
Еще нет оценок

Добавить рейтинг
bottom of page